Costumes japoneses

Valentine’s day no Japão

Minasan, Ohayô, Kon’nichiwa, Konbanwa!

Amanhã é o dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim! Ele também é conhecido como Valentim de Roma e em diversos países no dia dele também é celebrado o dia dos namorados.

E sabia que no Japão é o dia das japonesas darem chocolate às pessoas queridas?

No Japão, o dia de São Valentim, chegou discretamente pelos ocidentais que desembarcaram no Japão na época da abertura dos portos. Mas era uma data ainda desconhecida e de pouca importância para os japoneses.

Porém em 1931, na cidade de Kôbe – província de Hyôgo, a doceria Morozoff, abriu as suas portas como uma casa de chocolates finos, ainda desconhecido no Japão. O chocolate era considerado uma iguaria e o seu consumo era considerado um luxo.

Em 1932, o fundador do Morozoff, através de amigos americanos, ficou sabendo que no dia de São Valentim havia o costume de presentear os amados. Então pensou na campanha: “No dia de São Valentim, vamos presentear o amado com um delicioso chocolate”.

@Morozoff

Depois dessa iniciativa, diversas outras empresas começaram associar o chocolate ao dia dos namorados. Até que em 1968 a antiga Sony Plaza, iniciou uma campanha em massa incentivando as moças a presentearem os seus amados com chocolate. E na década de 70, um costume havia sido criado a nível nacional.

Atualmente, há várias formas de presentear o chocolate. Abaixo os mais conhecidos. Mas há vários outros tipos, basta liberar a criatividade.

  • 本命チョコ (ほんめいチョコ – HONMEI CHOCO) – Chocolate direcionado ao seu amor. Ele pode ser tanto uma declaração de amor para um pretendente ou um presente ao seu parceiro;
  • 義理チョコ (ぎりチョコ – GIRI CHOCO) – Chocolate amigo;
  • 自分チョコ (じぶんチョコ – JIBUN CHOCO) – Chocolate comprado para você mesmo;
  • 逆チョコ (ぎゃくチョコ – GYAKU CHOCO) – Chocolate dado à moça pelo rapaz.

Atualmente, o Dia de São Valentim no Japão está mudando de dia dos namorados para o dia do chocolate. Não precisa mais ficar preso aos costumes. O que importa é se divertir e aproveitar os deliciosos chocolates e compartilhar com quem gosta!

E essa ideia de presentear chocolate no dia 14 de fevereiro, fez surgir um costume original japonês que é o WHITE DAY, celebrado no dia 14 de março. É o dia em que o presenteado recompensa o presente/chocolate que ganhou no dia 14 de fevereiro.

Que tal um chocolate amanhã?

Eu aceito.

Mata ne!!

5 comentários em “Valentine’s day no Japão”

  1. Mas, o Guri Choco não seria “chocolate de obrigação”? Aquele que é dado aos colegas de trabalho (homens) como agradecimento/reconhecimento de uma ajuda no ambiente de trabalho?

    1. Minasan, Ohayô, Kon’nichiwa, Konbanwa!
      Obrigada pelo comentário!
      Não necessariamente. O giri choco é o chocolate que é dado sem o sentimento amoroso envolvido. Então poderá ser dado a qualquer pessoa que de alguma forma tenha vínculo. Se a pessoa trabalha, poderá dar aos colegas de trabalho; se a pessoa é estudante, poderá dar aos colegas da escola e assim por diante 🙂
      O que é muito discutido é a pressão que as mulheres sofrem em ter que dar o chocolate. Mas a mesma pressão os homens sofrem no White day também.

      1. Há algum tempo, li que essa pressão do Giri Choco divide muito as opiniões lá! Vez que muitas mulheres sentem-se obrigadas a dar o Giri Choco e outras não se importam por se tratar de uma tradição!

      2. Aí que está. Tradição, tradição não é né. É apenas algo que o comércio convenceu a todos fazerem e quem vai ganhar, aproveita. rsrsrs
        Mas essa coisa de dividir opiniões, há em tudo mesmo. Tanto que hoje em dia, há escolas/ empresas que proíbem o presentear chocolate no Valentine’s day. Se querem presentear, que faça isso fora.

Deixe uma resposta